Siga o Suporte Ninja por email

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Protestos são rastreados nas redes sociais ativistas adicionados a banco de dados - Russia



Protestos são rastreados nas redes sociais ativistas adicionados a banco de dados - Russia

De Issac Asimov a Tom Cruise que usou que usou os “precogs” em Minority Report. E agora um think tank pró-Putin está tentando prever protestos pela mineração de mídias sociais.

O Centro de Investigação a reivindicações e Protestos Políticos da Russia desenvolveu um software que irá detectar mensagens nas mídia social de sinais de planejamento de protestos ou de oposição política ao governo


Assim como procurar cidadãos que procuram de alguma forma realizar reuniões não aprovadas. Descrito em um relatório da izvestia.ru como “um sistema para impedir a desordem em massa” (Ou impedir de qualquer forma a democracia direta e participativa), as pesquisas de software através de mensagens de mídia social uma vez a cada cinco minutos para pegar dicas de “ações não autorizadas” e colocar a “lei” potencialmente alerta para impedi-los.

Se o amigo leitor acredita que este tipo de ferramenta é algo novo ou que só só existe na Rússia e EUA saibam que esta é uma tendência enlatada do Big Brother e que a muito tempo vem sendo utilizada para catalogar e adicionar para bancos de dados todos os nomes que forem considerados “subversivos” ao establishment!

Protestos públicos, passeatas, marchas e encontros de cunho político sem a aprovação do governo são proibidas na Rússia e o cidadão pode ser multado em até cerca de USD$600 ou (30.000 rublos) por participar de tais eventos ou ser condenado a 50 horas de serviço comunitário.

O software, que foi ao ar em 18 de maio, é chamado de “Laplace’s demon” O Demônio de Laplace é um experimento mental concebido pelo físico Pierre Simon Laplace: de posse de todas as variáveis que determinam o estado do universo em um instante t, ele pode prever o seu estado no instante t' > t¹. Segundo o diretor do Centro, Yevgeny Venediktov, o software monitora especificamente “grupos politicamente orientados a protestos e mudanças sociais”, bem como plataformas de discussão locais para áreas geográficas específicas. “Particular atenção será dada ao número de gostos (Likes) e reposts (Compartilhar) em grupos “extremistas”.” Grupos e páginas de usuários associados a “extremistas” são marcados por voluntários do aparato (Fascistas), e adicionados em um banco de dados central, e analisadas e filtradas por sociólogos e cientistas políticos (Positivistas).


Venediktov disse a Izvestia que os potenciais utilizadores do sistema incluem cientistas sociais, pesquisadores, funcionários do governo e agências de aplicação da lei. “Eles serão capazes de aprender sobre a preparação de manifestações não autorizadas muito antes da informação aparece nos meios de comunicação”, disse Venediktov Izvestia. Alertas sobre iminente ação política não aprovados serão enviados aos usuários no campo através de um aplicativo móvel.
Protestos são rastreados nas redes sociais ativistas adicionados a banco de dados - Rússia
Direitos Humanos Brasil – Facebook

Atualmente, o software monitora páginas e usuários de grupos no Facebook e VKontakte; uma extensão para o Twitter está prevista até setembro. Twitter é uma prioridade particular, porque, como disse Venediktov, “Fizemos uma pesquisa e descobri que é precisamente esta rede social que não é apenas o líder entre os meios de comunicação social sobre o número de links bem como quantidade de conteúdos “extremista” hospedados na internet, mas também faz questão de não remover os conteúdos (para utilizar co um pote de mel), que foi o que pediu Roskomnadzor do Serviço Federal da Rússia para a Supervisão das Comunicações.”

Fonte: Sean Gallagher – Arstechnica.com



O Suporte Ninja fechou parceria com um dos melhores serviços de proteção digital do mundo a VyprVPN usamos criptografia militar! Proteção digital Ninja para sua empresa e sua família. (Em breve com suporte direto atravez do nosso site "Suporte NInja" em Português)