Siga o Suporte Ninja por email

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Documentário sobre Linux Revolution OS em Português

















Conclusão

Com a idéia difundida, muitas empresas começaram a utilizar Gnu/Linux e
Unix em seus servidores e desktops, fazendo com que o sistema
operacional Gnu/Linux pudesse competir com o sistema mais utilizado, até
então o Microsoft Windows. Sendo assim a batalha GNU/Linux vs Microsoft tem seu início.



Muitas brigas estariam por vir, acusações sobre patentes e coisas do
tipo, neste documentário por exemplo temos uma briga clássica entre
Netscape vs Microsoft.



Aí que entramos num assunto abordado pelo documentário também, como
funcionam e quais são as principais licenças no mundo do software livre.
Na hora de utilizar ou desenvolver um software livre, o principal
cuidado a ser tomado pode parecer óbvio, mas é aqui que mora o grande
perigo. Verificar com muita atenção todos os termos da licença é
imprescindível para saber o que pode e o que não pode ser feito com um
determinado software, independentemente se ele é livre ou proprietário.



A licença mais comum dos aplicativos open source é a GPL (General
Public Licence). É sob a GPL, por exemplo, que o GNU/Linux está
licenciado. Ela têm como principal característica a liberdade total de
modificar, utilizar, copiar e distribuir o software. Mas mesmo com ela
há algumas exigências e restrições que precisam ser seguidas,
principalmente no caso de quem pretende modificar algum software.



Podemos citar também:



LGPL - Possui basicamente as mesmas características da licença
GPL. Porém, se restringe a bibliotecas. Sua principal diferença é que os
códigos que estão sob essa licença podem ser incorporados em um
software proprietário.



BSD - Originária do Unix BSD, modificada pela remoção da cláusula
de propaganda. É muito semelhante á LGPL, mas com a diferença de que
não se restringe apenas às bibliotecas.



Agora que já conhecemos um pouco sobre a comunidade Open Source, cabe a
você, meu amigo, escolher de que lado deseja estar, espero que não
continue sendo apenas mais um macaquinho da M$ (Microsoft)...



Espero que se sinta motivado a abandonar tudo que já sabe sobre
computadores (onde estão seus arquivos, como executar um programa, que
aplicativo faz o quê, quais as teclas de atalho) e comece a aprender
quase tudo de novo. Pois existe um Universo Hackeável esperando por
você, onde você pode mudar o sistema e fazer com que as coisas funcionem
melhor, libertando pessoas e mentes que neste exato momento estão sendo
impedidas de ter acesso a informações, impedidas de pensar e solucionar
problemas.