Siga o Suporte Ninja por email

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters - Suporte Ninja

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters - Suporte Ninja: Veja a diferença entre um Hacker e um profissional de Pentest Top 10: Sistemas operacionais para Hackers e Pentesters Diferente de antigamente, nos dias de hoje está cada vez mais comum encontrar sistemas operacionais para auditoria em sistemas. Com o avanço da tecnologia, as técnicas de invasão e auditoria em sistemas estão cada vez mais se automatizando.



Top 10: Sistemas operacionais para Hackers e Pentesters

Diferente de antigamente, nos dias de
hoje está cada vez mais comum encontrar sistemas operacionais para
auditoria em sistemas. Com o avanço da tecnologia, as técnicas de
invasão e auditoria em sistemas estão cada vez mais se automatizando.
Então surgiu uma nova filosofia de trabalho chamado “PENTEST

Hacker

Em informática, hacker
é um indivíduo que se dedica, com intensidade incomum, a conhecer e
modificar os aspectos mais internos de dispositivos, programas e redes de computadores. Graças a esses conhecimentos, um hacker
frequentemente consegue obter soluções e efeitos extraordinários, que
extrapolam os limites do funcionamento “normal” dos sistemas como
previstos pelos seus criadores; incluindo, por exemplo, contornar as
barreiras que supostamente deveriam impedir o controle de certos
sistemas e acesso a certos dados.

Pentest

O Teste de Intrusão (do inglês “Penetration Test” ou Pentest”), também traduzido como “Teste de Penetração”, é um método que avalia a segurança de um sistema de computador ou de uma rede, simulando um ataque
de uma fonte maliciosa. O processo envolve uma análise nas atividades
do sistema, que envolvem a busca de alguma vulnerabilidade em potencial
que possa ser resultado de uma má configuração do sistema, falhas
em hardwares/softwares desconhecidas, deficiência no sistema
operacional ou técnicas contramedidas. Todas as análises submetidas
pelos testes escolhidos são apresentadas no sistema, junto com uma
avaliação do seu impacto e muitas vezes com uma proposta de resolução ou
de uma solução técnica.
Mascote do Suporte Ninja

Se gostou da nossa iniciativa
comente, curta ou compartilhe! Esse estímulo é muito importante para a nossa equipe e reflete diretamente na possibilidade de trazermos mais conteúdos que você venha a gostar!



Continuando...

Abaixo citamos os Sistemas operacionais
mais usado da atualidade pelos os profissionais de TI que trabalha com
auditoria de sistemas.

Sistemas operacionais para Hackers e Teste de Intrusão

1. Kali Linux

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
Kali Linux é um projeto open source que é mantido e financiado pela offensive security, uma empresa especializada em treinamento de segurança da informação, conhecida mundialmente. Além do Kali Linux, Offensive Security também mantém o site exploit-tb com um banco de dados com milhares de Exploits e um curso on-line gratuito sobre o Metasploit.
Site: Kali Linux

2. Backbox

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
BackBox é uma distribuição GNU/Linux derivada do Ubuntu, voltada para executar testes de penetração e de vulnerabilidade, o sistema dispõe de várias ferramentas para análise de sistemas e de redes.
O projeto foi originalmente desenvolvido na Itália em 2010, contudo em poucos meses tornou-se uma comunidade global. Atualmente, o projeto está sendo realizado com o apoio da comunidade internacional de software livre.
Site: BackBox

3. Arch Linux

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
Arch Linux (ou Arch)
é um sistema operacional baseado em Linux para computadores i686 e
x86-64. É composto predominantemente por software livre e de código aberto, e envolve contribuições da comunidade.
O desenvolvimento
é focado na elegância, minimalismo e simplicidade no código, e espera
que o usuário faça alguns esforços para compreender o modo de
funcionamento do sistema. O gerenciador de pacotes, Pacman, foi escrito especialmente para o Arch Linux e é usado para instalar, remover e atualizar os pacotes do sistema.
Site: Arch Linux
4. Samurai Web Security framework
Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
O Samurai Web Testing Framework
é um ambiente é pré-configurado para funcionar como um ambiente web
pentest. O sistema contém ferramentas gratuitas para realização e
simulação de ataque real e virtual.
Site: Samurai

5. Parrot-sec Forensic OS

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
Parrot-sec Forensic OS é um sistema operacional focado em segurança e projetado para pentest, computação forense, engenharia reversa, Hacking, privacidade/anonimato e criptografia. Baseado no Debian e desenvolvido pela empresa Frozenbox.
Site: Parrot

6.Bugtraq

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
Bugtraq é mais uma empresa focada em segurança da informação.
Eles também possuem um fórum onde trata sobre diversas questões
relacionadas a vulnerabilidades, segurança, métodos de exploração, e
como corrigi-las. Assim como as distros acima, o Bugtraq tem inúmeras
ferramentas focadas a pentest.
Site: Bugtraq

7.Nodezero

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
NodeZero é baseado no
Ubuntu, é um sistema completo que também pode ser usado para testes de
penetração. NodeZero usa os repositórios do Ubuntu para que o seu
sistema seja sempre atualizado. A configuração do sistema é fundamental e
é destinada principalmente para a instalação e personalização do disco que você deseja. Com NodeZero vem cerca de 300 ferramentas para testes de penetração e um conjunto de serviços básicos que são necessários para testes de penetração.
Site: NodeZero

8.Deft

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
DEFT é uma distribuição
focada em Computação Forense, com a finalidade de executar auditoria em
dispositivos como (discos rígidos, pendrives, etc …) conectado ao PC. O
sistema DEFT é baseado em GNU Linux, ele pode ser executado sem a
necessidade de instalação (via DVDROM ou pendrive USB), ou executado
como um Appliance Virtual VMware ou Virtualbox no. DEFT emprega LXDE como ambiente de desktop e wine para a execução de ferramentas do Windows no Linux. Dispõe de um Gerenciador de montagem de pacotes e gerenciamento de dispositivos.
Site: DEFT

9. Pentoo

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
O Pentoo
é um Live CD com o foco na segurança da informação. Ela é baseada na
distribuição Gentoo, e é caracterizada por possuir uma seleção bastante
diversificada de ferramentas de segurança e testes de rede, desde escaneadores (scanners) até exploradores de vulnerabilidades (exploits). Existem duas versões do Live CD – Pentoo e MPentoo – que se diferem basicamente pelo fato do MPentoo utilizar unionfs e o gerenciador de janelas Enlightenment.
Site:  Pentoo

10. Cyborg Hawk

Top 10: distros Linux para Hackers e Pentesters
Cyborg Hawk Linux, uma distribuição para
pentest (testes de penetração) baseada em Ubuntu, que conta com
inúmeras ferramentas para Hackers Éticos e quem trabalha com Segurança Digital, Testes de Penetração e Análise Forense Digital, entre outras aplicações.
Análise de Vulnerabilidades

Toolkits de Exploitation

Escalação de Privilégios

Relatórios

Engenharia Reversa

Análise Forense

Ferramentas para Segurança Wireless

Ferramentas para RFID e NFC

Segurança em Dispositivos Móveis

Análise de Malware

Scanners de Rede

Análise de Pacotes
Site:  Cyborg Hawk

Fonte: http://www.arquivoti.net/2016/01/10-sistemas-operacionais-para-hackers-e-pentesters.html

Matéria enviada por: Anderson Oliveira

Curta Suporte Ninja no Facebook



Entre no Grupo do Suporte Ninja no Facebook: